sexta-feira, 27 de fevereiro de 2015

"O Horror em Red Hook", H. P. Lovecraft

Boa tarde, pessoal!

Peço desculpas pelo atraso na publicação deste post, tive problemas com a conexão da Internet (problemas da vida moderna!), mas vou tentar escrever do meu celular, vamos ver se vai dar certo!
Hoje, então, resolvi escrever sobre um dos grandes mestres do conto de horror: H. P. Lovecraft.
Lovecraft nasceu em Providence, nos Estados Unidos, em 20 de agosto de 1890, e morreu em 1937, aos 46 anos, vítima de um câncer no estômago.


Lovecraft inovou a literatura fantástica sobrenatural, adicionando elementos da ficção científica. Sua principal característica é que a vida e o mundo são incompreensíveis ao ser humano, que se depara com este universo sombrio e caótico.
Dentre seus inúmeros contos, resolvi escrever hoje sobre "O horror em Red Hook", escrito em 1925 e publicado pela primeira vez na edição de janeiro de 1927 da revista Weird Tales.


Esta não é uma das melhores histórias de Lovecraft e muitos a consideram um tanto quanto racista. A trama se desenvolve ao redor do personagem Thomas F. Malone, um detetive da polícia de Nova York que sofre de uma fobia de prédios. É então que descobrimos o porquê deste medo irracional, tudo remonta ao caso de Red Hook, no qual o policial participou. Esta é uma área  decadente do Brooklyn, cheia de imigrantes asiáticos ilegais e onde mora uma estranha figura, Robert Suydam, um velho recluso, dono de uma das mansões remanescentes de uma época mais próspera, que, aos poucos, aparece mais jovem e saudável. Ao mesmo tempo, crianças são seqüestradas nesta área e Suydam é visto na companhia de criminosos. É aí que entra o trabalho da polícia, incluindo Malone, em investigar o caso. Muitas coisas estranhas acontecem, barulhos esquisitos são ouvidos, rituais ocultos, Malone está convencido de que tudo está relacionado à magia negra e cultos que influenciam nossa terra desde o primórdio dos primórdios. 
Perto de desvendar este mistério, intrinsecamente ligado à estranha figura de Robert Suydam, Malone acaba presenciando algo que muda a sua vida para sempre e o deixa com medo de sua própria sombra.


Curioso para saber o fim deste conto macabro? Não deixe de ler esta e outras histórias do mestre Lovecraft.

Boa noite de sexta-feira a todos (espero que sem pesadelos) e até amanhã!

Fernanda

Nenhum comentário:

Postar um comentário