segunda-feira, 7 de dezembro de 2015

"Ragnarök, o Crepúsculo dos Deuses", Mirella Faur

Bom dia, queridos leitores!

Nesta última semana terminei de assistir a primeira temporada da série Vikings, produzida pelo History Channel, e nem preciso dizer que estou fascinada, não é? Estou maravilhada com a história das primeiras excursões vikings na Europa e estou ainda mais fascinada pela mitologia nórdica. Por isso, resolvi escrever para vocês um pouco sobre essa intrigante cultura.

"Vikings", a série produzida pelo History Channel

Há alguns meses, enquanto passeava por uma livraria, me deparei com o livro Ragnarök: o Crepúsculo dos Deuses - Uma Introdução à Mitologia Nórdica, escrito pela romena naturalizada brasileira Mirella Faur. Ainda não tinha tido tempo para explorá-lo, mas, assim que terminei de assistir a série, corri a ele para saber mais sobre esses bárbaros do norte.

Mirella Faur explica que a mitologia nórdica surgiu na pré-história e compreende as crenças e tradições dos povos escandinavos, bálticos e germânicos. Muito da história desses povos se perdeu, pois eles não tinham o costume de registrar seus feitos em escrito. As tradições eram passadas oralmente de geração para geração. Porém, com o advento do cristianismo e a perseguição às culturas pagãs, essas tradições, infelizmente, foram se perdendo.

O núcleo da mitologia nórdica é a harmonia entre as forças cósmicas, telúricas e naturais. As forças da natureza são personificadas em deuses, que estão em constante batalhas. Essa harmonia tem como guia a "lei do eterno retorno", em que tudo é visto como um ciclo - assim como a vida humana: vida, morte e renovação.

O interesse pela mitologia nórdica tem sido resgatado nos séculos XX e XXI. Isto é perceptível pela presença de elementos nórdicos na literatura, como em O Senhor dos Anéis de J. R. R. Tolkien, em poemas, no cinema e na televisão, como a série Vikings, na música, como as bandas de Viking Metal e grupos de neofolk, e pelos movimentos ocultistas como a Wicca e o Odinismo.

A mitologia nórdica tem muito a ensinar à nossa sociedade consumista e individualista. Temos que nos deixar iluminar pelo conhecimento viking, que presa pela harmonia entre todos os seres e que nos reconecta com as forças vitais na natureza.

Mirellla Faur, a autora deste livro, nasceu na Transilvânia, mas se naturalizou brasileira. Ela é uma grande estudiosa da Astrologia, oráculos e runas. No Brasil, ela formou e dirigiu círculos sagrados de mulheres com rituais de reverência aos princípios e valores da espiritualidade feminina. Atualmente, ela escreve sobre mitologia nórdica e ministra palestras e cursos sobre o Sagrado Feminino.

Mirelle Faur

Espero que tenham gostado desse nosso primeiro contato com a mitologia nórdica. Mais posts sobre essa incrível cultura certamente virão!

Uma ótima segunda-feira e uma semana repleta de leituras e conhecimento!

Um abraço,

Fernanda

Um comentário:

  1. ola, gostei muito de saber que a Mirella Faur, de quem sou admiradora há muito tempo, tem um livro também sobre os Vikins. Amei o seriado e vou procurar o livro. Gratidão pela dica.

    ResponderExcluir