quarta-feira, 9 de setembro de 2015

Discussão - Literatura Antiga Inglesa

Boa noite, queridos leitores!

Hoje iniciamos nosso percurso pela história da literatura em língua inglesa. Esta é uma jornada fantástica, muito já foi escrito durante estes séculos de existência da cultura britânica. Teremos como base o fabuloso volume The Short Oxford History of English Literature, organizado por Andrew Sanders, professor da Universidade de Durham. Apesar do título, este livro contém mais de setecentas páginas! Mas não é à toa, há muita história para contar, não é?

A história da língua inglesa pode ser traçada desde o princípio dos séculos V e VI, período que podemos chamar de Inglês Antigo (Old English) ou Anglo-Saxão. Estudiosos do século XIX preferiam chamar este período de Inglês Antigo, dando assim uma sensação de continuidade à história e cultura britânica, que seguiria para os períodos posteriores de Inglês Médio (Middle English) e Inglês Moderno (Modern English). Estes estudiosos consideravam o termo Anglo-Saxão pejorativo, pois se referia aos povos germânicos que haviam se fixado no sul e leste da Grã-Bretanha. Para eles, estes povos bárbaros, guerreiros e pagãos nada tinham em comum com a nação inglesa que viria a se estabelecer mais tarde depois da Conquista Normanda de 1066.

Mapa das rotas de migração dos povos germânicos para a Grã-Bretanha no século V

A partir do século VII, um processo de re-Cristianização ocorreu na Grã-Bretanha. Missionários foram enviados de Roma para converter a população pagã, e a região voltou a ser regulada pela Igreja Romana Cristã. Este foi um passo decisivo na construção da cultura inglesa, pois a Igreja Católica prezava muito a língua escrita e o idioma usado por eles era o Latim. Dessa maneira, a Grã-Bretanha se juntou à cultura ocidental dominante. Neste período, houve bastante trabalho de intelectuais e estudiosos em monastérios, como o importante Historia Ecclesiastica Gentis Anglorum, a História Eclesiástica do Povo Inglês, escrito por Bede em 731, há mais de mil e duzentos anos! Ainda há manuscritos deste trabalho que sobreviveram até os dias de hoje.

 É verdade que a habilidade de ler e escrever naquela época era reservada para os literatos do clero, mas a tradição da literatura oral era bastante disseminada. Sermões e instruções religiosas eram proclamadas não em Latim, mas na língua inglesa vernacular, possibilitando a compreensão de toda a população. A partir do século X, também foram feitas traduções para o inglês de textos religiosos em Latim.

No entanto, a paz dos ingleses foi conturbada por novas invasões vikings no século VIII que destruíram bibliotecas, saquearam monastérios e deixaram-nos desertos. Somente no reino do Rei Alfred (848-899) que a educação e o conhecimentos foram novamente encorajados. É desta época que datam os manuscritos antigos em verso mais conhecidos da literatura inglesa: Junius, Vercelli, Exeter e Beowulf. Não se sabe quais foram as razões pelas quais estes manuscritos em particular foram preservados e outros não, mas há dois processos distintos que podem ter ocorrido: a influência das condições arbitrárias de preservação, como casual destruição e esmorecimento natural; ou um processo de edição e seleção, provavelmente feito por monges, o que explicaria o fato de os manuscritos sobreviventes salientarem temas como a virtude da comunidade tribal, as relações de lealdade entre o senhor e o vassalo, heroísmo e o poder do destino (wyrd) - uma literatura elevada e de caráter predominantemente masculina.

Rei Alfred

Dentre estes quatros manuscritos, acredito que o mais conhecida seja Beowulf, o poema épico que conta as aventuras do herói escandinavo que dá nome ao texto. O poema foi escrito em inglês antigo e, por isso, até um falante nativo de língua inglesa hoje em dia não entenderia uma palavra sequer do original. É por isso que existem versões adaptadas para o inglês moderno, ou até versões bilíngues que trazem página a página a versão original comparada com a versão moderna. É uma destas versões que pretendo ler em breve, e então trarei para vocês mais informações sobre esse mitológico guerreiro e marco na literatura de língua inglesa!

Uma boa noite a todos e ótimas leituras!

Fernanda


Um comentário:

  1. Beowulf é muito legal!!! Aguardando ansiosamente seus comentários!

    ResponderExcluir